A vencer desde 1893

terça-feira, 13 de setembro de 2011

"Bandido" à solta espalhou magia no Dragão


Foi com o onze sugerido pelo Tertúlia Portista que o F.C. Porto bateu o Shakhtar Donetsk por 2-1, no Estádio do Dragão, no jogo da primeira jornada do Grupo G da Liga dos Campeões. A equipa de Vítor Pereira esteve a perder, mas deu a volta diante de uma equipa ucraniana que acabou o jogo reduzida a nove. Os golos portistas foram marcador por Hulk ( 28 min. ) e Kléber ( 51 min. ).

Principais destaques:

James Rodriguez ( Homem do jogo) : Mais uma exibição de encher o olho do jovem prodígio colombiano. Fez uma assistência cheia de classe, ganhou um penalti, atirou uma bola ao ferro ( mais 3 bolas nos postes neste jogo!!! ), fez dribles mágicos e ainda um túnel num pormenor delicioso. Só faltou mesmo o golo, mas convenhamos que 99% do 2º golo é dele. Foi a estrela que mais brilhou.

Hulk: Infeliz ao acertar no poste num penalti bem batido. Marcou de livre um golo monumental que só o brilho de James consegue ofuscar a "bomba" do Íncrível. É um golo para correr o mundo.

Kléber: Estava no sítio certo para finalizar uma jogada mágica de James e não falhou. Também difícil seria não marcar. Contudo quase não se deu por ele na frente de ataque. Ainda tem muito trabalho pela frente para nos fazer esquecer Falcão.

3 comentários:

  1. Boas,

    Mais uma inequívoca demonstração do valor do FC Porto, contra um adversário difícil fomos personalizados e tivemos uma atitude de garra e de determinação. Não nos deixamos abater por dois lances infelizes (a falha do Helton e do Hulk), voltamos a ter 3 bolas aos ferros, e demonstramos que temos equipa para chegar longe na champions.
    Destaques: Hulk com um remate soberbo ... incrível (só o palhaço do Otávio machado achou que era um frango, mas coitado) e James !!! O miúdo joga à bola que é um prazer assistir.
    Estamos no bom caminho.

    Um abraço

    http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Bom dia,

    Tal como se previa ontem tivemos um jogo complicado, perante um adversário valoroso, que se tem vindo a afirmar na Europa.

    O jogo iniciou dividido até que o FC Porto ganha a grande penalidade que Hulk não converte.
    Para complicar ainda mais, Helton tem aquela infelicidade, e sofremos o golo.

    Os adeptos de imediato reagem, empurrando a equipa para a frente, e é com naturalidade que chegamos ao empate, naquele golo de apologia do Hulk. Grande míssil!

    Após a expulsão ainda na primeira parte do central da equipa ucraniana, as coisas complicaram-se para nós, embora se possa muitas vezes pensar que contra 10 é mais fácil.

    Os ucranianos encostaram o bloco defensivo, e exploravam o contra-ataque através de Wiliam e Luiz Adriano. É neste típico jogo que o Shahktar é perigoso.

    Todavia o FC Porto continuou a carregar, e sempre que acelerava no último terço, vinham à tona as fragilidades defensivas do Shahktar.

    Foi então que o melhor em campo - James, saca um coelho da cartola, e num lance de magia senta o defensor adversário e assiste Kléber para o golo da vitória.

    Até à expulsão do outro central do Shaktar, foi uma fase complicada do desafio.
    Nós não conseguíamos marcar o terceiro golo, e alguns dos nossos jogadores já estavam desgastados, como é o caso de Hulk, e tiveram de ser substituídos.

    Com o resultado pela margem mínima, o Shahktar revela-se sempre perigoso, daí alguma prudência atacante.

    Depois da expulsão do outro central, os ucranianos abandonaram a disputa do resultado, e até final foi o gerir do tempo.

    Grande apoio do público, muito importante no empurrar da equipa, depois de um penalti falhado e de um erro de Helton.


    O FC Porto está no patamar das melhores equipas da Europa, e ontem sentia-se que ganharíamos o jogo com maior ou menor dificuldade, apesar dos ucranianos terem uma excelente equipa.

    Estamos de volta ao nosso lugar, e acredito no apuramento para a fase seguinte.

    Abraço e boa semana

    Paulo

    pronunciadodragao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Felizmente correu bem, com a equipa a mostrar ter já assimilado a mística clubista e a postura de saber estar nas grandes competições. Faltou apenas o 3º golo para tranquilizar a malta, mas como mais vale um pássaro na mão... também está bem assim. Aliás está muito bem, tendo acabado bem.

    ResponderEliminar

Opine!