A vencer desde 1893

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Vão os dragões... ficam os milhões


      Foi com surpresa, confesso, que vi ontem partir o Incrível do Dragão. Depois dos avanços e recuos nas negociações, pensei que o dia de ontem já não trazia grandes novidades. Enganei-me. Afinal os russos não se ficaram pelas intenções e chegaram aos 60 Milhões exigidos pelo FC Porto, ainda que os dragões "apenas" encaixem 40 Milhões com a venda. Tudo somado, Hulk deu 20 milhões de lucro. Podia ter dado mais lucro? Dificilmente... 60 Milhões não é coisa que se possa recusar, ainda para mais nos tempos que correm. Hulk foi a maior transferência do defeso e a 5ª maior de sempre do futebol mundial. Só mesmo ao alcance dos mais incríveis... ainda para mais quando o Porto o foi descobrir à 2ª divisão japonesa. É obra!
 
      E para aqueles que hoje dizem que Witsel e Hulk deram o mesmo lucro aos seus clubes, é porque não viram bem as contas:
 
 
      Estas sim, são as contas bem feitas que no fim de contas, contam a verdade das transferências. Hoje é um dia mais triste no Dragão. Com certeza que sim. Mas sempre foi assim. Os grandes jogadores vão e o FC Porto fica. E mais importante que isso. Fica a ganhar. Hulk é passado, como foi Falcao, Lisandro, Quaresma, Bruno Alves e outros tantos. Isto já não é novidade.
 
      Se o Incrível faz falta? Faz falta a qualquer clube no mundo. Aliás, como Falcao faz. Agora olhando para trás consigo perceber ( já o conseguia antes, mas agora mais ) o luxo que era juntar Hulk e Falcao no nosso ataque. Agora temos Jackson, James e talvez Varela que se prepara para ter nova oportunidade junto dos titulares. E nem tudo é mau. Moutinho fica e os cofres enchem. Menos mal...
 
      O Porto fica mais "pobre" sem o Incrível, sem dúvida. Mas há outro clube que os Russos do Zenit deixaram bem mais preocupados e aflitos aqueles que por lá estão. Ai Jesus, esse meio campo... ! 

2 comentários:

  1. Vamos supor que de facto o Porto recebe 40M€ líquidos a serem pagos em 3 anos, 36 meses. O Hulk custou 22M€ já com comissões, pelo que o lucro líquido do negócio, sem as remunerações, fica em 18M€. Fácil, não é?

    No caso do Witsel, porque o Zenit obrigou o Benfica a vender batendo a cláusula, os 40M€ são líquidos pagos a pronto, e todos os outros custos ficam a cargo de quem bateu a cláusula e forçou o negócio, o Zenit. Para além disso e porque não deram 48 horas de lei antes de baterem a cláusula, existem ainda 6M€ negociados de objectivos.

    Portanto, o Witsel custou 7,5M€ há um ano pelo que o lucro é de 32,5M€ num ano. De longe, o melhor negócio alguma vez feito em Portugal.

    Tudo o resto é areia para os olhos dos papalvos.

    ResponderEliminar
  2. a conquista do tricampeonato vai dar muita luta - e não me refiro aos jogos jogados dentro das quatro linhas.

    tudo o que é "adversário" (ao bom estilo de rato de esgoto) vai começar a sair da toca para defender «gloriosos» interesses nacionais.

    é bom que a massa adepta portista esteja unida e fale a uma só voz na defesa intransigente dos interesses do nosso clube d coração (o que não significa que sejamos como os carneirinhos da segunda Circular, sem massa encefálica e voz crítica positiva).
    tempos muito difíceis e exigentes se aproximam!

    (palavras escritas a propósito do "castigo" aplicado ao Jorge JeBus)

    somos Porto!, car@go!
    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
    Miguel | Tomo II

    ResponderEliminar

Opine!